top of page

Toda história tem um começo: Curso de jornalismo tem sua primeira graduada

Atualizado: 24 de abr. de 2022

Larissa Chagas é aprovada com nota máxima e se torna primeira formanda do curso de jornalismo da UCSal.


Mateus Xavier D'avila - 18 de dezembro de 2021.

 

Na manhã deste sábado a aluna Larissa Chagas se tornou a primeira formanda do curso de jornalismo da Universidade Católica do Salvador. Na cerimônia realizada em ambiental virtual, lágrimas escorriam dos olhos dos presentes, familiares e amigos, professores e colegas do curso. Dos microfones, quando abertos, se ouviam aplausos, gritos de entusiasmo e soluços de um choro de alegria que estava entalado na garganta. Nos professores, os únicos com câmeras abertas além da estudante, se viam sorrisos e olhares satisfeitos. Larissa Chagas, arrancou fortes sentimentos de quem esteve presente em sua defesa de conclusão de curso.


"Ter chegado ao momento da primeira banca de TCC do curso de Jornalismo com um trabalho de excelência, como o de Larissa, nos enche de orgulho e nos faz ver que realmente agora Jornalismo é na UCSAL." - Marcello Chamusca.


A defesa do Trabalho de Conclusão de Curso de Larissa, começou por volta das 9:30 da manhã, a banca examinadora foi composta pelo professor Marcello Chamusca, coordenador dos cursos de comunicação; Carol Vieira, professora convidada externa; Haroldo Abrantes e André Santana, professores orientadores do trabalho.


O Projeto audiovisual apresentado por Larissa se chama "Além de 40 dias" - Os impactos da pandemia na educação no Brasil. Segundo a formanda, o projeto é dividido em oito episódios, mais conteúdos complementares, onde o objetivo é "... apresentar o ponto de vista das pessoas que tiveram a sua vida e rotina educacional impactadas por conta da pandemia do coronavírus.". Nesses episódios, o projeto conta histórias como as de Mariana Carvalho, fisioterapeuta e mãe de uma menina de 6 anos, que durante a pandemia teve que aprender a ensinar, para que sua filha não tivesse a alfabetização comprometida. Ao todo, são dez históricas de luta e superação, onde o esforço e a educação foram as grandes propagadoras desse processo.

Foto: Arquivo Pessoal - Larissa Chagas

Larissa apresentou seu projeto dentro do tempo estabelecido, arrancando elogios dos professores examinadores. Ao final ela teve recompensada sua dedicação e esforço. Segundo relatou Larissa, foram quatro meses, repletos de exaustão e medo, devido à pandemia e a necessidade de exposição para gravar as cenas, somado a longas horas de roteirização e edição do material colhido, que tiveram mais de 2 horas de gravação por relato.

Após a banca examinadora deliberar a nota máxima, dez, para o tcc, a agora jornalista Larissa Chagas, não conteve sua emoção, aplausos, risos e choros rasgaram o silêncio e a frieza do texto acadêmico cerimonial, necessário nessas ocasiões.

Em entrevista ao nosso portal, Larissa afirmou:

Eu fui muito forte, o sentimento que fica é gratidão a mim por não ter desistido e as pessoas que estavam do meu lado, me apoiando. É muito fácil começar uma coisa e desistir quando você encontra obstáculos no caminho, gratidão, sou grata pela força que eu tive.

Membro da banca e mediador do evento, o coordenador dos cursos de comunicação da UCSAL, Marcello Chamusca relatou a nossa equipe: Uma alegria poder participar da primeira e histórica banca de defesa de TCC do Curso de Jornalismo da Universidade Católica do Salvador. Depois de superar todas as dificuldades para tornar o curso de Jornalismo da UCSAL uma realidade, chegar a esse momento nos traz uma alegria incrível. Muito feliz em ter sido o agente que permitiu à Universidade Católica do Salvador pagar essa importante dívida com a sociedade baiana, por ter sido a pessoa que idealizou e concretizou esse sonho de ofertar o curso de Jornalismo na UCSAL.


Lari falou sobre sua relação com os professores, que amou durante a faculdade, a professora Norma Rangel foi "com toda certeza do mundo" maravilhosa; "Ela tem um coração tão bom, gentil e acolhedor, também tenho essas características e me afeiçoei muito a ela."


Companheirismo não é apenas uma característica da UCSAL, Lari também encontrou em seu esposo, Amóis Costa, o apoio que precisava para concluir o projeto, tendo sido, segundo ela, seu principal apoiador e companheiro em todo o processo de produção.

Foto: Arquivo Pessoal - Amóis e Larissa

Para você, estudante de jornalismo da UCSAL, Lari tem um recado para te dar.


"É muito fácil desistir, mas é muito mais prazeroso findar, acabar, concluir. O difícil é o que dá mais felicidade, prazer e emoção, é preciso perseverar." - Larissa Chagas.



Conheça um pouco mais de Larissa Chagas neste rápido ping-pong:


UCSAL - "Casa"

Comunicação - "Um caminho"

Educação - "A base de tudo"

Jornalismo - "Minha vocação"

Professores - "Vetores de direção"

Família - "Meu amor"

TCC - "Dor de cabeça"

Um sonho - "Realizado hoje, me formar".

61 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page