top of page

Solidariedade em movimento

Atualizado: 24 de abr. de 2022

Alunos do curso de fisioterapia da Universidade Católica realizam ação social com a Caasah.

Eduarda Carvalho - 22 de dezembro de 2021

 

Reprodução: Arquivo Pessoal/ Estudantes e professora do estágio na entrega de doações

A Caasah é uma Organização da Sociedade Civil, que iniciou seu trabalho em 1991, atendendo e acolhendo pacientes com o vírus HIV e crianças em situação de vulnerabilidade social, com a capacidade de acolher em sua sede, localizada em Salvador, 50 adultos e 20 crianças. Com a pandemia do Corona vírus, a Caasah, assim como inúmeras outras instituições sociais, deixou de receber doações, consequentemente, ficando em situação emergencial, sem suprimentos e com sua despensa quase vazia. A partir dessa situação de extrema urgência, um grupo de estudantes do estágio de fisioterapia da UCSAL realizou uma ação emergencial, com o intuito de ajudar a instituição e seus pacientes.


Renata Reis, professora do estágio de doenças infectocontagiosas, tem o costume de realizar ações e arrecadamento de doações com as turmas que passam por ela no estágio, e com a turma 4 não foi diferente. Contudo, a ação desses 9 estudantes tomou proporções muito maiores, em comparação as anteriores feitas pala professora, devido ao estado de emergência da Caasah, eles realizaram uma ação emergencial que durou cinco dias, nos quais se mobilizaram através principalmente de redes sociais, folders, amigos, familiares, e através disso, conseguiram arrecadar mais de 103 kgs de alimentos, 17 litros de leite, 21 pacotes de biscoito, 30 litros de água sanitária, 2 kg de sabão em pó e 5 litros de detergente, além de um alto valor em dinheiro que será convertido em proteína e fraldas descartáveis.

 


"É uma sensação indescritível de caridade, de compaixão, de humanização, de amor ao próximo, que é compartilhada por todos nós." - Thalita Sousa, aluna envolvida na ação.

 

Mesmo após esses cinco dias, as doações seguiram crescendo, tendo sido estendidas até o dia 21, terça-feira, data que marcou a finalização do estágio e da ação. Nesse período foi arrecadado em quantia R$1.400,00 juntando as doações externas e a doação de uma professora, Eugênia Lima, que promoveu um curso de ventilação mecânica invasiva em pediatria e neonatologia, com fins lucrativos para a Caasah. Além disso, na ultima terça-feira (21), os estudantes custearam uma confraternização para os moradores da Caasah, e cada um deles escolheu um presente para ganhar dos alunos.


Ações como essa realizada pelos alunos do curso de fisioterapia, além de serem de suma importância, refletem uma humanidade que por vezes pode parecer perdida na sociedade. O ato de ajudar ao próximo, de ter empatia merece ser sempre enaltecido e incentivado. "A importância disso tudo é a gente olhar para o outro com um olhar mais humano, mais diferenciado, a sensação de poder ajudar e fazer o outro feliz, não tem nada mais gratificante do que isso. Afirma Thalita Sousa.

72 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page