top of page

Retrocesso para o entretenimento musical.

Atualizado: 1 de ago. de 2022

Governo do Estado anuncia decreto de redução da capacidade máxima de público em show e eventos.


Mariana Ingrid - 23 de janeiro de 2022

 

Com o avanço da vacinação e a redução de casos e mortes de Covid-19 na Bahia, a liberação de grandes públicos em shows e eventos aumentaram as esperanças de empresários, produtores, bandas e todo corpo do cenário do entretenimento musical e com isso, grandes shows conhecidos voltaram com data marcada para acontecer, no entanto, a alegria durou pouco. Meses após a liberação, o Governador Rui Costa mais uma vez anunciou o decreto de redução da capacidade máxima de público em shows de 3 mil para 1.500 pessoas impossibilitando os grandes eventos de acontecerem.

Para o Governador, a necessidade da redução vem do aumento excessivo do número de casos de Covid-19 com as novas variantes. Segundo ele, a Bahia está chegando ao maior número de contaminados ativos da pandemia.

No início do ano, o Governador fez o primeiro anúncio do decreto da redução de públicos em shows de 5 mil para 3 mil e 50% da capacidade em cinema, teatros e qualquer espaço de eventos no dia 10 de janeiro em uma entrevista. O novo decreto foi publicado no Diário Oficial no dia 20 de janeiro e a regra de 50% do público permanece.

Foto: Instagram Baile da Santinha

A notícia desagradável pegou de surpresa empresários, produtores, cantores e músicos que rapidamente divulgaram notas através das redes sociais informando sobre o decreto que veio junto com a confirmação do cancelamento dos eventos previstos para acontecer em Salvador. O cantor Léo Santana que lidera o grande evento Baile da Santinha usou as redes sociais para comentar o anúncio. Para o cantor, o governo precisa reforçar a exigência do cartão de vacinação nos lugares de maneira firme. Não quis vacinar, fique em casa! Ele comenta também que não dá para cancelar toda a cultura e eventos e um setor pagar uma conta altíssima que se arrasta por anos. Produtores e representantes da Associação dos Produtores de Eventos (Abape) também se manifestaram.

Após o anúncio, eventos que aconteceriam na semana do feriado de carnaval como o Camarote Salvador também foram adiados para 2023. O anúncio também dividiu opiniões dos baianos a favor e contra a redução do público nos eventos gerando comentários nas redes sociais.

Antes mesmo do anúncio do Governador, festas e shows foram canceladas ou adiadas devido aos cantores e músicos testarem positivo para a Covid. A festa Pranchão com os cantores Durval Lelys, Saulo Fernandes e o grupo Filhos de Jorge que aconteceria no dia 08 de janeiro foi adiada em virtude do cantor Durval Lelys e de músicos do cantor Saulo Fernandes testarem positivo para o vírus. O adiamento da festa foi anunciado no dia anterior através das redes sociais das bandas e da produção do show.





47 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page