top of page

Expulsões da competição a caminho

Atualizado: 24 de abr. de 2022

Conheça a situação delicada de duas atléticas que estão com a corda no pescoço, e mais um passo em falso, podem ser expulsas da competição.


Mateus Xavier - 06 de Fevereiro de 2022

 

Em reunião realizada no último dia 03 de março, a direção esportiva da Liga Nacional informou que expulsões podem estar a caminho, as atléticas Insannos e Poli UFBA podem ter se complicado no regulamento.

Reprodução; Instagram - @atleticainsannos - Editado

A situação dos dois times são diferentes, a atlética Insannos, totalizou na última quinta-feira (03) a terceira falta recorrente em reuniões oficias da COE, reuniões essas obrigatórias para os presidentes e representantes dos times. Segundo o parágrafo terceiro, do Art. primeiro do Regimento Interno da Liga, em caso de acúmulo de três faltas no total, a atlética é expulsa da competição e deverá pagar multa de 1(um) salário-mínimo.


Porém, existe recurso, uma das reuniões que segundo a Liga, a atlética Insannos não teria comparecido, foi antes do início da competição, caso a Liga decida por absolver essa ausência, a atlética já está no limite das faltas, com duas acumuladas, mas segue na competição. Não se engane, duas faltas, segundo o Regimento, já estariam resultando em uma multa acumulada de mais de 700R$(Setecentos Reais) e a perda do direito de voto em todas as reuniões do ano de 2022.


Já os guerreiros da Poli UFBA, estão em uma situação mais simples, no dia 16/01, fim de semana equivalente ao segundo de jogos da conferência Nordeste, a atlética teria informado um dia antes do jogo que não compareceria ao confronto, que na época seria disputado contra a atlética Bravos.

Reprodução; Instagram - @atleticapoliufba - Editado

O Problema maior é que a atlética cancelou o jogo após a publicação do Boletim Oficial, documento que garante e obriga a realização dos jogos descritos nele, devido a isso, a atlética deverá arcar com os custos do aluguel do ginásio, arbitragem e equipe de reportagem, uma multa que gira entorno de 250 a 300 R$(duzentos e cinquenta a trezentos Reais). O valor parece tranquilo, se comparado aos quase 700(Setecentos) da Insannos, porém, segundo a Liga, a atlética Poli UFBA "não responde as tentativas de contato".



Com um débito em aberto, a Poli UFBA tem até o dia 26/03, data que marca o retorno dos jogos da Liga na conferência Nordeste, para quitar sua dívida ou se apresentar e esclarecer a situação, caso contrário, será bloqueada de participar dos jogos.

56 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page