top of page

ANSIEDADE, UNIVERSIDADE E ATLÉTICA: ONDE AS TRÊS SE CONECTAM?

Atualizado: 2 de out. de 2022

O período da faculdade não tem que ser um momento traumático, entenda como a própria instituição pode ajudar.

Eloá Almeida - 28 de setembro de 2022

 

Reprodução/Pexels

A ansiedade é o sentimento de desconforto, medo e nervosismo, ocasionado geralmente pela precipitação do novo, do temido e do futuro. Esse sentimento acomete numerosa parte dos universitários, afinal, o processo de ingressar numa universidade por si só é estressante, igualmente, se manter dentro dela.


A sensação de incapacidade e de falta de merecimento permeia entre os jovens universitários. Segundo uma pesquisa do ANDIFES (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), realizada em 2018, 8 a cada 10 estudantes compartilham desse sentimento, e não foi diferente com Marília Grazziele, estudante de psicologia, diagnosticada com ansiedade. Hoje no segundo período da faculdade, ainda conflita com a condição, “Mesmo estando muito ansiosa para realizar determinada atividade, não faço, pois a ansiedade me paralisa”, afirma. A jovem conta que já pensou em desistir da faculdade, mas completou “Percebo que estou me sabotando e continuo tentando dar o meu melhor”.


Outros 4 universitários, de diferentes cursos, foram entrevistados, e preferem não ser identificados, mas, de maneira idêntica à Grazziele, os quatro acreditam que a ansiedade atrapalhe seu desenvolvimento, um deles chegou a acrescentar “Não só no meio acadêmico como em minhas relações e questões de socializações”. Ainda em conversa com alunos, dois pontuaram já terem pensado em desistir do curso, um pensou em trancar e outro nunca pensou sobre “Já aprendi a lidar com a minha ansiedade depois que fiz terapia”.


Reprodução/Pexels

Enxergar isso como natural é fechar os olhos para uma realidade cruel que acomete parte da população nacional, e negligenciar um assunto importante, inibindo as pessoas de procurarem ajuda. Viver um novo mundo, rodeado de novas pessoas sem ter certeza do que vai ou não acontecer, faz parte do processo de ingressar na universidade, mas se esses sentimentos aparecem de maneira desconfortável, torturante e limitando a realização de suas atividades é necessário procurar ajuda com um profissional responsável e qualificado.


Para aqueles que não tem fácil acesso a clínicos especializados, a Universidade Católica do Salvador oferece uma central de apoio. Você também pode encontrar ajuda com a CCR Metrô Bahia, na estação Acesso Norte, e no canal da CVV (Central de Valorização da Vida), número 188.



“Gostaria que os alunos entendessem que a atlética é um órgão que está ali para ajudar…"

A universidade não tem que ser um processo maçante, isolado e sofrido. Você pode e deve contar com apoio da instituição, dos colegas e de associações, como as Atléticas. Em conversa com o presidente da Alfa, atlética de comunicação da Universidade Católica, Mateus Xavier, o estudante afirma enxergar a atlética como ferramenta para apoio dos alunos, “Gostaria que os alunos entendessem que a atlética é um órgão que está ali para ajudar… Acredito muito que ela sirva como um alívio, como uma distração e que a pessoa possa ocupar sua mente com a prática esportiva”. Apesar de entender que associações atleticanas podem auxiliar no combate e orientação da ansiedade, Mateus reconhece a ausência de ações específicas.

Reprodução/Instagram/atleticaalfaucsal

Segundo estudos publicados pela revista Frontiers in Psychiatry, a prática de atividades física reduzem em 60% as chances de desenvolver ansiedade, aliadas a uma boa alimentação esses números podem ser potencializados. No entanto, mesmo tendo o esportes como aliados no combate à ansiedade, a demanda de estudante interessados em participar das modalidades presentes na Alfa, é baixa. Segundo Rafael Abbehusen, diretor de esportes da Atlética Alfa, “Hoje na atlética temos quatro modalidades rodando com dificuldade, futsal, vôlei, cheerleader (animadora de torcida) e E-sport (esporte eletrônico)”. Ele pede que os alunos se inscrevam nas modalidades e sugiram novas, os times estão de portas abertas para os estudantes de comunicação, todos são bem vindos “Somos uma atlética relativamente nova, temos 6 meses… Com empenho de todos, conseguiremos".


Viva a universidade da melhor maneira, não negligencie sinais de ansiedade, participe de maneira ativa do cenário universitário e peça ajuda! O período da faculdade não tem que ser um momento traumático, é a chance de se descobrir como profissional e conhecer mais sobre outras pessoas e especialmente sobre você mesmo.


97 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page