top of page

A invisibilidade da "Hollywood brasileira" - 6 produções que você tem que conhecer

Atualizado: 24 de abr. de 2022

A negligência com o cinema brasileiro e 6 produções brasileiras que você precisa assistir.

Eduarda Carvalho - 10 de Dezembro de 2021

 

Imagem: AlexLMX/iStock

Mundialmente o cinema teve seu inicio em dezembro de 1895, na cidade de Paris, com o filme Saída dos Trabalhadores da Fábrica Lumière, dos irmãos Lumiére, nessa época o cinema era mudo e somente a partir da década de 1930 surge o cinema falado. Já no Brasil, o cinema teve início em 1896, com sua primeira exibição em Petrópolis, no Rio de Janeiro. A primeira produção brasileira foi o curta-metragem Vista da Baía de Guanabara, realizado por Afonso Segreto. Os cinemas se difundiram mais no Brasil apenas uma década depois, onde os donos das salas de cinema realizavam suas próprias produções com equipes locais, porém, os filmes estrangeiros sempre ganhavam mais palco.


Depois do Golpe Militar de 64, o cinema, assim como muitas outras formas de arte, se tornou um instrumento de manifestação, o que obviamente acarretou em problemas para a indústria cinematográfica brasileira. Por esse motivo, a ditadura foi um evento que dificultou o crescimento do cinema brasileiro, levando muitos estúdios que não tinham dinheiro para financiar suas produções a falência. Em seguida vem a "Era da Retomada", que com a criação da Globo Filmes, tornou o cinema brasileiro internacional.



"...Um cinema independente do ponto-de-vista econômico e artístico, que não deixe a criatividade estética desaparecer em nome de uma objetividade comercial e de um imediatismo político." - Glauber Rocha/Adaptado


Através dos antecedentes históricos, é notável que o cinema brasileiro não percorreu um caminho fácil, e atualmente as dificuldades ainda persistem, ainda que sejam diferentes das antigas. O cinema brasileiro não possui o incentivo nem o reconhecimento necessário para o crescimento de suas produções. A indústria cinematográfica brasileira é uma das maiores e mais ricas do mundo, todavia, nem a população nem o governo do nosso país reconhecem o valor das produções nacionais, afundando assim o valor comercial do nosso cinema.


A falta de incentivo a indústria cinematográfica, como já dito anteriormente, tem como principal culpado o governo, que é responsável pela falta de verba, impedimento de projetos incentivadores, o que acarreta na falta de divulgação, colaborando assim para a desvalorização do cinema brasileiro, um problema que sempre existiu, mas que vem crescendo com o passar dos anos. Contudo, a população também possui uma parcela de culpa nessa desvalorização, quando não reconhece a qualidade do cinema brasileiro. São inúmeros comentários de que "os filmes brasileiros são muito ruins" ou que "o Brasil só sabe fazer filme de comédia besteirol", isso porque quando se pensa em cinema automaticamente se pensa nos filmes produzidos em grande estúdios estrangeiros, em países que investem na indústria. Isso também é relativamente ligado ao chamado "Complexo de vira-lata", expressão e conceito criado pelo dramaturgo e escritor brasileiro Nelson Rodrigues, que significa um comportamento autodepreciativo de alguém, que vive se rebaixando enquanto enaltece os outros. Ou seja, a pessoa acaba depreciando a própria cultura, inteligência, economia e moral enquanto fala bem dos outros.


Por isso, aqui vão 6 indicações de produções brasileiras para você assistir e conhecer um pouco mais dessa rica indústria.


1. Cidade de Deus (2002)

Pôster oficial

"Buscapé é um jovem pobre, negro e sensível, que cresce em um universo de muita violência. Ele vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos do Rio. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé é salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É por meio de seu olhar atrás da câmera que ele analisa o dia a dia da favela em que vive, onde a violência aparenta ser infinita."

Data de lançamento: 30 de agosto de 2002 (Brasil)

Diretores: Fernando Meirelles, Kátia Lund

Adaptação de: Cidade de Deus

Produção: Antonio Pinto e Ed Côrtes




2. Central do Brasil (1998)

Pôster oficial

"Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu."

Data de lançamento: 3 de abril de 1998 (Brasil)

Diretor: Walter Salles

Música: Antonio Pinto; Jaques Morelenbaum

Roteiro: João Emanuel Carneiro; Marcos Bernstein





3. O Auto da Compadecida (2000)

Pôster oficial

"As aventuras de João Grilo e Chicó, dois nordestinos pobres que vivem de golpes para sobreviver. Eles estão sempre enganando o povo de um pequeno vilarejo, inclusive o temido cangaceiro Severino de Aracaju, que os persegue pela região."

Data de lançamento: 10 de setembro de 2000 (Brasil)

Diretor: Guel Arraes

Autor: Ariano Suassuna

Figurino: Cao Albuquerque

Roteiro: Guel Arraes, João Falcão, Adriana Falcão







4. Minha mãe é uma peça (2013)

Pôster oficial

"Dona Hermínia é uma mulher de meia idade, divorciada do marido, que a trocou por uma mais jovem. Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano, que já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles a consideram uma chata, resolve sair de casa sem avisar ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia para desabafar suas tristezas do presente e recordar os bons tempos do passado."

Data de lançamento: 21 de junho de 2013 (Brasil)

Companhia(s) produtora(s): Telecine Productions; Globo Filmes: Riofilme; Migdal Filmes




5. Sob pressão (Série de 2017)


Pôster oficial

"Os dramas e os dilemas da equipe de emergência de um hospital público e a relação improvável entre dois médicos que superam todos os limites para manter os pacientes vivos em um hospital onde tudo falta."

Primeiro episódio: 25 de julho de 2017

Emissora original: TV Globo

Diretor(es) de criação: Andrucha Waddington

Empresa(s) produtora(s): Conspiração Filmes







6. Cidade invisível (Série de 2021)

Pôster oficial

"Em Cidade Invisível, um mundo subterrâneo é habitado por criaturas míticas evoluídas de uma linhagem profunda do folclore brasileiro. Em um período conturbado, um detetive se encontra preso em uma investigação de assassinato que o coloca no meio de uma batalha entre esses dois mundos."

Primeiro episódio: 5 de fevereiro de 2021

Temporadas: 1

Episódios: 7

Roteirista(s): Mirna Nogueira

Gênero: fantasia, drama, suspense

6 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page